O fim do campeonato carioca está próximo, e eu explico o porque...

Nesta quinta-feira, dia 02/07, a Rede Globo anunciou que não irá mais transmitir os jogos do campeonato carioca.

A detentora dos direitos de transmissão, se sentiu obrigada a tomar essa decisão, pois entendeu que houve uma quebra de contrato, por parte dos clubes. Na noite de ontem, dia (01/07), o Flamengo transmitiu pelo Youtube uma partida ao vivo, válida pela 5° rodada da Taça Rio contra a equipe do Boa Vista.


Todo esse imbróglio vem acontecendo, desde que o Presidente da República editou uma MP, dizendo que, apenas o mandante da partida tem acesso aos direitos de transmissão. Sendo assim, o Flamengo conseguiria negociar com outras empresas, ou até mesmo com o Youtube, a transmissão de partidas em casa. Já que é o único time que não assinou o contrato com a emissora no início da temporada.


A Rede Globo justificou está ação dizendo:

A Globo entende que a Medida Provisória não poderia alterar um contrato celebrado antes de sua edição e protegido pela Constituição.
Como a Federação de Futebol do Rio de Janeiro e os demais Clubes não foram capazes de garantir a exclusividade prevista no contrato, não restou à Globo outra alternativa além da rescisão e o encerramento das transmissões dos jogos do Carioca - incluindo os três jogos de hoje que encerram a quinta rodada da Taça Rio e que seriam exibidos no Sportv e no Premiere.

Mesmo a emissora garantindo o pagamento para essa temporada, a pergunta é, como ficarão os clubes do interior para o ano de 2021? É bem óbvio que sem o recebimento da verba de televisão, os clubes menores não temo como sobreviver a uma temporada. A FERJ (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) repartia entre os clubes "pequenos", cerca de 46 milhões de reais, o que daria em torno de 6 milhões para cada instituição esportiva.


A existência desses clubes sem está verba, se torna totalmente inviável, tendo em vista que, a maior fonte de renda de qualquer clube, são as cotas de televisão. Para times que disputam apenas o campeonato carioca, seria impossível a continuidade no cenário do futebol.


Infelizmente vemos um Flamengo que pensa somente em si mesmo, se intitula como o maior clube do Brasil. Mas não aprendeu a liderar, ao invés de ajudar a criar uma liga forte dentro do país, que conseguisse realmente bater de frente com o monopólio da Rede Globo. Decidiu se aliar ao governo, que é assumidamente rival da emissora. E dá um "chapéu", naquela instituição que foi a criadora da dinastia flamenguista.

Eu afirmo com 100% de certeza que sem a Rede Globo, o Flamengo não seria nem metade do que é hoje. Infelizmente não é de hoje que vemos o Flamengo ser uma instituição individualista. Vimos na tragédia do Ninho do Urubu, voltamos a ver durante a pandemia, e novamente estamos assistindo está diretoria pensar somente no próprio umbigo.

0 visualização